sexta-feira, 10 de maio de 2013

Pedra do Lagarto - Mogi das Cruzes -SP

Pedra do Lagarto - Mogi das Cruzes - SP

Como cheguei:
Desci na estação de trem Estudantes, (ultima estação da linha 11), segui pela Rua Francisco Rodrigues Filho, que fica na saída do lado do Term Rodoviário Geraldo Scavone não a do Terminal Estudantes, depois de passar pela rotatória entrei na segunda esquerda que é a Av Antonio de Almeida e segui direto até o inicio da Estrada Velha do Lambari pra então começar a trilha.

No rolê:
Seja pra caminhar, exercitar, ter um contato com a natureza, ver a vida de outro angulo, conhecer novos lugares ou apenas para se afastar por algumas horas do materialismo e frieza da sociedade, me pus a me mover em direção a Pedra do Lagarto que apesar de estar bem próxima da cidade tem um ambiente bem mais calmo e tranquilo, atmosferas calmas que outrora traziam um receio por ser uma certa premonição de como iria ser o futuro. Pois é, falei tantos motivos que na verdade tem mais um, tanto quanto importante e o que mais impulsiona na minha opinião: A aventura!

A aventura começou com subida e foi subida até o objetivo, de passos leves e pé no chão eu subi, subi e subi... Teve duas bifurcações que tomei o caminho da direita, antes ainda, apareceu uma entrada que tem na porteira escrito "cuidado cão feroz" e outra placa "entrada proibida", mas ali não tem nada a ver pois é descida.

A trilha parece ser comumente usada por bikers e deve ser uma baita adrenalina descer na velocidade, como vi em videos.

Desde o inicio da trilha tinha se passado mais de uma hora, foi quando comecei a perder altitude, altitude essa que eu havia ganhado a pouco. A tranquilidade perdeu espaço para a preocupação e pensei: "alguma coisa tá errado", o pior é que nessa parte ainda tinha vestígios de marcas de pneus e tinha uma fitas amarradas em arvores. Comecei a entrar nas trilhas, logico que marcando na mente aonde eu entrei, até que sai num mesmo local que tinha passado antes. Logo pensei: "quer saber? vou voltar aonde eu peguei direita, vou pela esquerda"... Subi novamente o que eu tinha descido fiz a curva pra esquerda e fui descendo agora por onde eu vim, quando de repente entre as frestas das arvores eu avistei uma pedra, era a Pedra do Lagarto, tinha passado batido, como referencia tem umas arvores caídas no acesso. Agora sim tinha caído a ficha do que aconteceu, eu tava caminhando na trilha da alternativa esquerda, consequentemente voltando e perdendo altitude.

Que lugar chapado, comemorei sem muito alastro e abri os braços pra sentir a brisa no rosto e no corpo...minutos depois sentei ha admirar a vista por um bom tempo, sem pressa, show de bola.
Vou comentar aqui, tinha um pratinho lá em cima, caraca o pessoal sobe mesmo pra fazer um trabalhin também, ou tem trilheiro que junta o "util" ao "agradavel" rs.
Sei lá, a intervenção humana sempre presente, (haja vista eu por lá né), ainda mais ali pertin da cidade.

Se pra subir foi em 1 hora e 20, a descida fiz em uns 40 minutos bem tranquilo mesmo, voltei feliz e satisfeito... com o rolê e com o lugar.

Até a próxima.
Amplexos!

Fotos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...